Aguarde...

Newsletter

Só Danço Samba

Por apenas:
R$ 40,00
COD:
978-85-89655-56-9
Peso:
118.00 Grams
Entrega:
Calcular ao finalizar
Estoque atual:
1

Compre à vista no boleto e ganhe 10% de desconto

Parcelamento no cartão de crédito

  • VISA
  • DINERS
  • MASTERCARD
  • AMEX
  • 1 x R$ 40,00 sem juros
  • 2 x R$ 20,00 sem juros
* O número de parcelas pode variar de acordo com a bandeira de cartão de crédito
Bookmark and Share


Descrição do produto

 

Valéria Simões e Claudius Portugal, 2010
R$50,00
A série COMPARSAS é composta por álbuns de gravuras em off-set, com edição limitada, numeradas e assinadas pelos autores, onde em cada edição a ideia é reunir imagens das artes visuais as palavras de textos literários, colocando lado a lado, um autor de cada segmento, não como ilustração, e sim um trabalho conjunto, de cumplicidade.
Valéria Simões trabalha como fotógrafa desde os anos 90, com exposições individuais e coletivas no Brasil e exterior tendo em 2007, Varre Estrada/Caixa Cultural Salvador; 2009, Lugar de Ausência/Museu de Arte Moderna da Bahia (Três obras desta exposição integram hoje o Acervo Permanente do Museu).  Recebeu em 2008 o prêmio “Aquisição” na 9ª Bienal do Recôncavo, e em 2009, seleção no prêmio FCW de Arte, categoria Ensaio Publicado.
Claudius Portugal é baiano de Salvador (1951). Publicou: “Carta à família”, “Em mãos,” “Olho de gato”, “Notas bandalhas”, “WXYZ”, “Negro azul,” “Duende”, “Águas”, “Texto táctil”. É autor de livros sobre artes visuais: “Outras cores – 27 artistas da Bahia, reportagens plásticas”, “Sérgio Rabinovitz, a poesia da cor”, “Pinturas recentes de Sante Scaldaferri”, “Murilo, a cor desta cidade”, Juarez Paraiso, um mestra da arte na Bahia”. Em teatro teve encenado: “Quincas Berro d’Água”, “Pelo telefone,” “Cara amiga Sarah H.”, “Não vamos falar nisso agora”, “Poesia é coisa de mulher”, “Noite na taverna”. Escreveu a rádio-novela “O caso da menina morta”.
Páginas: 20
2010
ISBN: 978-85-89655-56-9

de, Valéria Simões e Claudius Portugal.


A série COMPARSAS é composta por álbuns de gravuras em off-set, com edição limitada, numeradas e assinadas pelos autores, onde em cada edição a ideia é reunir imagens das artes visuais as palavras de textos literários, colocando lado a lado, um autor de cada segmento, não como ilustração, e sim um trabalho conjunto, de cumplicidade.
Valéria Simões trabalha como fotógrafa desde os anos 90, com exposições individuais e coletivas no Brasil e exterior tendo em 2007, Varre Estrada/Caixa Cultural Salvador; 2009, Lugar de Ausência/Museu de Arte Moderna da Bahia (Três obras desta exposição integram hoje o Acervo Permanente do Museu).  Recebeu em 2008 o prêmio “Aquisição” na 9ª Bienal do Recôncavo, e em 2009, seleção no prêmio FCW de Arte, categoria Ensaio Publicado.
Claudius Portugal é baiano de Salvador (1951). Publicou: “Carta à família”, “Em mãos,” “Olho de gato”, “Notas bandalhas”, “WXYZ”, “Negro azul,” “Duende”, “Águas”, “Texto táctil”. É autor de livros sobre artes visuais: “Outras cores – 27 artistas da Bahia, reportagens plásticas”, “Sérgio Rabinovitz, a poesia da cor”, “Pinturas recentes de Sante Scaldaferri”, “Murilo, a cor desta cidade”, Juarez Paraiso, um mestra da arte na Bahia”. Em teatro teve encenado: “Quincas Berro d’Água”, “Pelo telefone,” “Cara amiga Sarah H.”, “Não vamos falar nisso agora”, “Poesia é coisa de mulher”, “Noite na taverna”. Escreveu a rádio-novela “O caso da menina morta”.

2010

Páginas: 20

ISBN: 978-85-89655-56-9

Procurar produtos similares por categoria

Escrever comentário

Comentários

Este produto não recebeu nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro(a) a enviar um comentário para este produto!

Você visualizou recentemente...

  • R$ 40,00
    2x de R$ 20,00
    R$ 38,00 à vista no Boleto
      Valéria Simões e Claudius Portugal, 2010 R$50,00 A série COMPARSAS é composta por álbuns de gravuras em off-set, com edição limitada, numeradas e assinadas pelos autores, onde em cada edição a ideia é reunir imagens das artes visuais as palavras de textos literários, colocando lado a lado, um autor de cada segmento, não como ilustração, e sim um trabalho conjunto, de cumplicidade. Valéria Simões trabalha como fotógrafa desde os anos 90, com...